quarta-feira, 19 de maio de 2010

A Terra pede socorro! O Homem pede socorro!



Grandes terremotos na China... Ciclones em Mianmar... Furacões no Caribe... Tsunamis na Ásia, incêndios na Austrália, Califórnia... Falta d’água na Austrália... Inundações na China, Alemanha, Coréia, Peru, Espanha, Paquistão, Brasil...

Essas são mensagens de catástrofes naturais que diariamente nos chegam das mais variadas partes do mundo, e de tal forma já incorporadas ao nosso dia a dia, que não nos causam mais tanto espanto.

Existe até o “Dia Internacional para Redução de Catástrofes Naturais”, criado pela ONU em 1989 e que é sempre comemorado na segunda quarta feira do mês de Outubro! Apesar disto, segundo relatórios da própria ONU e Cruz Vermelha Internacional, nos últimos 10 anos o número de catástrofes naturais aumentou em 60% e o número de mortes passou de 600 mil para 1 milhão e 300 mil pessoas! Só o Tsunami na Ásia matou 230 mil pessoas e os recentes ciclones em Mianmar na Ásia e terremotos na China mataram mais de 150 mil pessoas. Esses números são catalogados como catástrofes naturais e tendem a aumentar a cada mês.

Apesar da seriedade da situação, a Terra continua também a receber diariamente as notícias sobre a contínua devastação da floresta amazônica, vazamentos de óleo nos mares, derretimentos das grandes geleiras, buracos na camada de ozônio, poluição dos ares e águas, aquecimento global e esgotamento dos recursos naturais.

A pergunta é: Como mudar este quadro? O que fazer para deter esta onda destrutiva? Em primeiro lugar, temos que entender e escutar!

A Terra pede socorro!

A desvalorização do ser humano, o aumento das drogas, o efeito devastador do desequilíbrio ecológico, a perda da dignidade, a inversão dos valores sociais, o aumento da massa humana sem rumo, a fome, as desigualdades sociais, os preconceitos, as guerras, o terrorismo, a globalização da miséria, o medo, a incerteza do futuro, tudo isto cria uma névoa espessa de energia negativa em volta de nosso mundo. É a aura doente do planeta como conseqüência de milhões de auras humanas doentias.

Tudo está ligado! A degradação do ser humano e a do planeta estão intimamente unidos e da mesma forma as soluções para o problema.

A Terra pede socorro!

A Terra está sendo saqueada e ela é a nossa casa! Nos separamos da Natureza e o antigo impulso de viver dentro dela, cedeu espaço ao impulso de conquistá-la. O progresso materialista e tecnológico sem cuidados e muitas vezes sem ética e moral tem um preço alto.

Nietzche já dizia que voltar à Natureza não significa ir para trás e sim para a frente! O caminho é recuperar a nossa própria natureza, praticar pequenos gestos de boa vontade, amor e fraternidade e limparmos a energia podre parada ao nosso redor.

A Terra pede socorro!

─ Ajuda-me, diz ela, a dissipar essa nuvem escura que está ofuscando a luz, exaurindo minhas forças acabando com minha vida! Não entendem que a minha morte é de vocês?

É a mãe pedindo para que seus filhos escutem seu apelo. A seu modo, ela está gritando aos quatro ventos, mas o Homem está tão desequilibrado que perdeu a capacidade de ouvir. Ele vê a tragédia, mas não ouve o pedido de socorro dentro da própria tragédia.

Tudo é energia, tudo é uma simples equação de ação e reação. Trate bem que será bem tratado! Destrua e será destruído! Ame e será amado! Plantar e colher! Esta regra vale para qualquer situação, desde uma simples equação de física elementar ou convivência pessoal até uma relação Homem-Homem ou Homem-Terra. Dar e receber! É tão simples! Dar coisas boas e receber coisas boas! Dar ódio, destruição e receber ódio e destruição! É uma regra válida para tudo e para todos! Vale para o microcosmo e para o macrocosmo da mesma forma. É uma lei cósmica! Não adianta o Homem querer mudá-la ou fazer emendas como uma constituição qualquer, que possa ser adaptada a favor de quem quer que seja. É uma lei simples, mas de uma força descomunal. Temos o livre arbítrio de segui-la ou não. Nós decidimos o nosso futuro.

A Terra pede socorro! O Homem pede socorro!

Qualquer pessoa que escutar este pedido será capaz de atrair uma série de pequenos eventos que podem modificar o mundo ao seu redor! Tudo é energia e sua presença é sentida em qualquer local do mundo. Faça bom uso de sua energia, pratique o amor incondicional, aquele que não faz distinções ou preferências. Respeite a si mesmo e tudo ao seu redor.

A Terra pede socorro! O Homem pede socorro!

Nós temos um compromisso conosco e com as futuras gerações. Vamos praticar pequenas mudanças e melhorias. Vamos dar atenção aos que estão à nossa volta e estar atentos às oportunidades diárias ao nosso lado. Vamos, enfim, atender ao apelo que está no ar e com esses pequenos gestos constantes, cumprir com nossa missão. Um sorriso, uma palavra amiga, um saco plástico a menos no lixo, uma árvore a mais preservada, uma pessoa a menos sem fome, enfim, são milhares de coisas simples ao nosso alcance. Não existe uma medida grandiosa e isolada.

Melhorar o Homem trará como resultado direto a melhoria do planeta. É só energia!

Comece a mudar você mesmo! Comece a mudar poucas pessoas ao seu redor. Estas mudarão outras e logo esta energia benéfica se espalhará e fará diferença. Atitude é tudo. Esta é a única saída. Não existe uma forma de termos uma Terra sadia com o ser humano doente. Isto não é religião, não é misticismo, não é baboseira nem crendice. É real. É científico. É energia. É física aplicada. É a verdadeira ciência que deixamos para trás.

Temos o poder ao nosso alcance e a chance de reverter o desastre ainda está em nossas mãos. Cada um de nós comece já esta mudança, pois o tempo está acabando. A hora é agora. Ouça os pedidos de socorro e faça sua parte. Pense nisso e não transfira a culpa para ninguém.

AUTORIA: Célio Pezza

Nenhum comentário:

Postar um comentário