quarta-feira, 19 de maio de 2010

Por que sentimos medo?


O Medo é um sentimento natural ao ser humano. É saudável quando permanece sob controle e leva-nos à ação. Porém, nem sempre é assim. Alguns medos são adquiridos e nos envolvem, nos paralisam, nos impedem de viver plenamente”.

O problema é viver com medos crônicos que podem debilitar uma pessoa tanto física quanto emocionalmente, já que viver com uma resposta imunológica debilitada pode acarretar várias doenças.

Então como podemos resolver esse problema?

Medo desconhecido - Ansiedade, pressentimento, sensação de que algo vai acontecer, mas não se sabe o quê. Do escuro, devido ao que ele pode esconder e da morte, porque é uma passagem para o desconhecido.

Medo de perder o controle - Para quem receia perder a cabeça, cometer uma loucura contra si mesmo ou aos outros. Idéias suicidas ou assassinas.

Medo de errar - Estado de insegurança que faz com que o ser não se considere tão bom ou capaz como os demais e está sempre esperando fracassar. Este medo o impede de tentar, de ter iniciativa ou de criar.

Medo do que pode acontecer aos outros - Preocupação excessiva e angustiante com o bem estar alheio. Neste estado, as pessoas se martirizam e imaginam todo o tipo de desgraças. Muito comum em mães e nas mulheres de modo geral.

Medo de ser contaminado - Quem não se aproxima de estranhos, procura cumprimentar à distância, não usa sanitários públicos, fiscaliza a comida que vai consumir, enfim, teme qualquer tipo de contaminação, poderá se livrar deste tormento

Medo de ser enganado - Aquele que desconfia de tudo e de todos
Medo de perder aos que ama por abandono ou rejeição - Este sentimento é típico de quem se dedica em demasia, dominando e até anulando o outro, mas se magoa quando não recebe o retorno da atenção dada. Ao livrar-se dos medos, o ser estará se libertando de um fardo extremamente pesado que, se carregado por muito tempo, trará doenças psicossomáticas relacionadas aos sistemas respiratório, digestivo e urinário; entre outros medos.

AUTORIA : Silvia Rezende Azevedo- Psicologia e Pedagogia - Formada pela PUC- SP
- Responsável pelo PROGRAMA DE TREINAMENTO EM DEPENDÊNCIA QUÍMICA pela PHAMATECH/BRASIL MÉXICO 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário